Trancoso Historical Village / Trancoso Aldeia Histórica

Located on top of a plateau, from where you can see a vast territory between Serra da Estrela and the Douro valley, Trancoso developed around its castle, built during the 8th and 9th centuries.

Throughout the Middle Ages, it was an extremely important strategic-military region, installed in an unstable frontier, where conflicts and battles occurred, first between Christians and Muslims and, later, between Portugal and the neighbouring kingdoms.

The town is very well known because it was here that D. Dinis celebrated his wedding with the Saint Queen D. Isabel de Aragão, in 1282.

The astonishing story of Father Costa

However, the story of Father Costa is most famous in the city and is recorded in a sentence handed down in 1487 in the case against him:

“Father Francisco da Costa, prior of Trancoso, aged sixty-two, will be stripped of his orders and dragged along the public streets in the tails of horses, his body will be quartered and member, head and hands are going to be thrown in different districts, for a crime that was he judged and that he himself did not contradict, being accused of:

  • having slept with 29 goddaugthers and having 97 daughters and 37 children with them;
  • with 5 sisters had 18 daughters;
  • with 9 wives 38 sons and 18 daughters;
  • with 7 maids he had 29 sons and 5 daughters;
  • with 2 slaves she had 21 sons and 7 daughters;
  • with an aunt, named Ana da Cunha, had 3 daughters and with his own mother had 2 children.
  • Total: 299 children, 214 females and 85 males with 53 women. “

Nevertheless, in spite of the violent condemnation, it is said that king D. João II pardoned the prior, ordered him free on March 17th, 1487 , and filed such sentence in the Royal Archive of the Tower of Tombo. The royal decision was based on the argument that the priest helped to populate the region of Beira Alta, so depopulated at the time.

The beginning of the Inquisition in Portugal in 1536 brought times of great social unrest to the town of Trancoso, home to one of the most important and important Jewish communities of Beiras, during the 12th and 13th centuries.

Gastronomy

Trancoso Sweet Sardines are the typical conventual specialty of the city.

You can live Trancoso in our tours: Templars in Portugal, Wine Making in Dão, and At the Top of Serra da Estrela.

  • Trancoso Old CIty Gate
  • D. Dinis and Saint Queen Isabel Marriage Monument / Monumento ao casamento de D. Dinis com a Rainha Santa Isabel
  • Sweet Sardines / Sardinhas Doces
  • Father Costa / Padre Costa
  • Trancoso Castle
  • Castelo de Trancoso
  • Trancoso
  • Trancoso

Localizado no topo de um planalto, de onde se avista um vasto território entre a Serra da Estrela e o vale do Douro, Trancoso desenvolveu-se em torno do seu castelo, fundado nos sécs. VIII-IX. 

Ao longo de toda a Idade Média, foi um lugar estratégico-militar extremamente importante, instalado numa região de fronteira instável, onde ocorreram vários conflitos e batalhas, primeiro entre cristãos e muçulmanos e, mais tarde, entre Portugal e os reinos vizinhos. 

A cidade é muito conhecida porque foi aqui que D. Dinis celebrou as suas bodas com a Rainha Santa, D. Isabel de Aragão, em 1282.

A incrível história do Padre Costa

Porém, a história do padre Costa é a mais famosa na cidade e está registrada numa sentença proferida em 1487 no processo contra o mesmo:

“Padre Francisco da Costa, prior de Trancoso, de idade de sessenta e dois anos, será degredado de suas ordens e arrastado pelas ruas públicas nos rabos dos cavalos, esquartejado o seu corpo e postos os quartos, cabeça e mãos em diferentes distritos, pelo crime que foi arguido e que ele mesmo não contrariou, sendo acusado de:

  • ter dormido com 29 afilhadas e tendo delas 97 filhas e 37 filhos;
  • de 5 irmãs teve 18 filhas;
  • de 9 comadres 38 filhos e 18 filhas;
  • de 7 amas teve 29 filhos e 5 filhas;
  • de 2 escravas teve 21 filhos e 7 filhas;
  • dormiu com uma tia, chamada Ana da Cunha, de quem teve 3 filhas, da própria mãe teve 2 filhos.
  • Total: 229 filhos, sendo 214 do sexo feminino e 85 do sexo masculino, tendo concebido em 53 mulheres”.

No entanto, apesar da violenta condenação, conta-se que o rei D. João II lhe perdoou a morte e o mandou pôr em liberdade 17 de Março de 1487 baseado no argumento que o padre ajudou a povoar a região da Beira Alta, tão despovoada neste tempo. A tal sentença foi arquivada no Real Arquivo da Torre do Tombo.

Com a instalação da Inquisição em Portugal (1536), a vila de Trancoso, que abrigava uma das mais numerosas e importantes comunidades judaicas das Beiras, viveu tempos de enorme agitação social, que se prolongaram pelos sécs. XVII e XVIII.

Gastronomia

As Sardinhas Doces de Trancoso são o doce conventual típico da cidade.

Você pode viver Trancoso nos nossos roteiros: Os Templários em Portugal, Vindimas no Dão e No Topo da Serra da Estrela.