Representantes da indústria do vinho se reunem em conferência climática no Porto

Alguns dos principais representantes da indústria do vinho participaram de uma conferência sobre mudanças climáticas na cidade do Porto, evento que deu continuidade ao “Protocolo do Porto”, lançado em 2018 com a presença do ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

A conferência, realizada em março de 2019, desta vez trouxe Al Gore, ex-vice-presidente norte-americano e um dos principais ativistas do mundo na temática ambiental. Em seu discurso de encerramento, Gore afirmou que o planeta vive uma “emergência global”.

Segundo ele, a energia aprisionada na atmosfera pelo aquecimento global provocado pelo homem equivale a explodir 500.000 bombas atômicas de Hiroshima por dia, 365 dias por ano. A humanidade está tratando a atmosfera do planeta como um “esgoto a céu aberto”. Ele ainda chegou a falar sobre “apocalipse”, lembrando os eventos climáticos extremos dos últimos anos.

Por fim, pediu aos líderes da indústria do vinho que mostrem à nova geração de consumidores que estão comprometidos com a saúde do planeta. “Temos a responsabilidade moral de agir”, disse Adrian Bridge, diretor executivo da Fladgate Partnership, organizadora do evento.

A conferência foi pensada como uma maneira de estimular os produtores a colaborar e compartilhar informações. Embora reconheça uma tendência crescente para práticas mais sustentáveis, Bridge acredita que a indústria do vinho como um todo ainda não acordou para essa questão.

A conferência reuniu produtores como Miguel Torres da Bodegas Torres, Margareth Henriquez da Krug, Katie Jackson da Jackson Family Wines, Cristina Mariani-May da Banfi Wines e Gilles Descôtes da Bollinger, junto com o principal climatologista de vinhos Greg Jones e outros pesquisadores, cientistas e comunicadores.

Fonte: https://revistaadega.uol.com.br/artigo/representantes-da-industria-do-vinho-se-reunem-em-conferencia-climatica-no-porto_11716.html