10 razões para celebrar conosco o Dia de Portugal. 🇵🇹

Hoje, 10 de junho, data da morte de Camões, celebramos O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. Sendo assim, olha aí 10 fatos importantes para você se unir a nós na celebração desta importante data. 🇵🇹

  1. Portugal tem exatamente as mesmas fronteiras desde 1139, ano em que D. Afonso Henriques, o primeiro rei português, libertou as terras portuguesas dos mouros, unificou o território e deu origem a um dos países mais antigos do mundo. Vale observar que durante este período, a Europa passou pela 1ª e 2ª guerras mundiais que deixaram cicatrizes em várias fronteiras internacionais.
  2. Os portugueses têm com os ingleses a aliança diplomática mais antiga do mundo, assinada em 1373 e vigente até hoje. A Inglaterra defendeu Portugal durante a invasão da península ibérica e Portugal ajudou a Inglaterra 1ª guerra mundial, apesar de alguns pontos de crise na relação. mas quem nunca, não é verdade?
  3. Algumas povoações, como a própria Lisboa, datam de ajuntamentos pré-celtiberos, muito antes dos romanos. Lisboa é mais antiga que própria Roma e a única cidade mais velha, na Europa, é Atenas.
  4. Lisboa sofreu um dos terremotos mais violentos da Europa (9 graus de magnitude ) exatamente no dia de Finados de (1º de novembro) 1755, justo quando as igrejas estavam cheias de velas acesas e de pessoas orando pelas almas de seus antepassados. As velas contribuíram para provocar um pavoroso incêndio na cidade e além disso após o terremoto seguiu-se um tsunami de enormes proporções, matando cerca de 100.000 pessoas (os números são polêmicos) e destruindo quase 85% da cidade.
  5. Fernão de Magalhães, Vasco da Gama, Bartolomeu Dias e Pedro Alvares Cabral, entre muitos outros foram responsáveis pela grandes navegações portuguesas. Descobriram a Madeira, os Açores, chegaram à África e abriram os caminhos para a Índia e não sossegaram até colocarem os pés na China e no Japão, dando literalmente a volta ao mundo. O país que no séc. XV possuía cerca de 1.000.000 de habitantes (hoje tem uns 10 milhões em seu território), atualmente conta com 230 milhões de cidadãos espalhados pelo mundo que falam a língua portuguesa. Impressiona!
  6. Com tantas idas e vindas, não é surpresa que os portugueses tenham incorporado muito pratos do além mar em sua gastronomia como também levado algumas delícias portuguesas até outras terras. Alguns exemplos são:
    • O tempurá, hábito de fritar vegetais envoltos em massa, foi introduzido no Japão em meados do século XVI por missionários portugueses, sendo inspirada no prato português peixinhos da horta.
    • o sorpotel (ou sarapatel), originário da região do Alentejo em Portugal (um cozido de carne, língua, fígado e coração de porco temperos e eventualmente sangue de porco), encontrado na cidade de Mangalore, ao sul de Goa.
    • A laranja da Índia (onde era conhecida pelo nome nareng) e o chá, também trazido do oriente pelos portugueses tornaram-se populares em toda a Europa. O hábito do chá (considerado tão inglês 🤔), bem como da compota de laranja amarga (“orange marmalade”) na Inglaterra é atribuído a Catarina de Bragança, princesa portuguesa que casou com Charles II da Inglaterra em 1662.
  7. Portugal oferece nada menos de 15 monumentos tombados pela Unesco:
    • Centro Histórico de Angra do Heroísmo (1983)
    • Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém de Lisboa (1983)
    • Mosteiro da Batalha (1983)
    • Convento de Cristo em Tomar (1983)
    • Centro Histórico de Évora (1986)
    • Mosteiro de Alcobaça (1989)
    • Paisagem Cultural de Sintra (1995)
    • Centro Histórico do Porto (1996)
    • Sítios de Arte Rupestre do Vale do Côa (1998)
    • Floresta Laurissilva da Ilha da Madeira (1999)
    • Centro Histórico de Guimarães (2001)
    • Região Vinhateira do Alto Douro (2001)
    • Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico (2004)
    • Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e as suas Fortificações (2012)
    • Universidade de Coimbra, Alta e Sofia (2013)
  8. Portugal é um dos líderes em utilização de energia renovável no mundo. A energia renovável corresponde a mais de 50% da energia consumida apenas em cinco Estados-membros da União Europeia. Portugal é um deles, após Áustria e Suécia.
  9. O fado, um estilo musical português, geralmente cantado por uma só pessoa (fadista) e acompanhado por uma guitarra clássica (nos meios fadistas denominada viola) e uma guitarra portuguesa. O fado só passou a ser conhecido depois de 1840, nas ruas de Lisboa. Nessa época só o fado do marinheiro era conhecido, e era, tal como as cantigas de levantar ferro, as cantigas das fainas, ou a cantiga do degredado, cantado pelos marinheiros na proa do navio. O fado foi elevado à categoria de Património Cultural e Imaterial da Humanidade pela Unesco em 2011.
  10. As aldeias. Nada melhor do que sentir o espírito português autêntico do que mergulhar na vida das aldeias e suas fantástica gastronomia, especialmente durante as vindimas. E é muito fácil. É só clicar aqui.

Fonte: https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/energia/detalhe/portugal-e-o-terceiro-pais-da-ue-que-mais-usa-energia-renovavel